atualizado em novembro de 2016

INTRODUÇÃO

Milhares de mulheres ao redor do mundo finalizaram suas gravidezes com segurança utilizando medicação desde que a mifepristone – ou RU 486 – foi inicialmente introduzida no fim dos anos 1980. Uma pesquisa realizada nas últimas duas décadas identificou diversos fatores altamente efetivos para o aborto médico precoce.1 Quer feito em um centro de saúde ou em casa pelas próprias mulheres, as alternativas usando pílulas oferecem uma opção que muitas mulheres preferem a procedimentos de aborto cirúrgico como a aspiração manual a vácuo ou a dilatação e a curetagem (D&C).

Devido a mifepristone ser registrada como uma droga abortiva, o comércio e o uso não são permitidos em muitos países com leis restritivas em relação ao aborto. Em contrapartida, o misoprostol é um medicamento anti-úlcera, e é registrado com muitos nomes comerciais no mundo todo.2,3 Pesquisas apontam que o misoprostol sozinho possui entre 75 e 85 porcento de chances de sucesso na indução do aborto no primeiro trimestre quando tem seu uso recomendado.

Apesar de ser menos eficaz sozinho do que quando combinado com mifepristone, o misoprostol oferece uma possibilidade segura e acessível para as mulheres.

DIRETRIZES DO USO DE MISOPROSTOL PARA INDUZIR ABORTO

Misoprostol é normalmente vendido nas farmácias na forma de comprimidos de 200 mcg. Quatro comprimidos são recomendados para iniciar um aborto precoce, e quatro (ou raramente oito) a mais podem ser necessários para concluir o procedimento. É melhor utilizar o misoprostol com nove semanas desde a última menstruação; isto é, menos de 63 dias contados do primeiro di do ultimo período menstrual regular. O mais cedo que o misoprostol puder ser administrado é o melhor, pois é mais seguro, mais eficaz, e menos doloroso. Misoprostol pode ser usado mais tarde durante a gravidez, mas os riscos de complicação são bem maiores (veja abaixo). Mulheres que possuem um dispositivo intra-uterino (DIU) devem ter este removido antes de fazer uso do Misoprostol.

DIRETRIZES PARA GRAVIDEZES DE MAIS DE 12 SEMANAS:4

Passo 1: Coloque quatro comprimidos de 200-mcg (ou o equivalente a isto) na boca debaixo da língua ou nas paredes das bochechas. Mantenha esses comprimidos dentro da boca por 20 a 30 minutos para permitir que eles sejam dissolvidos e depois engula os fragmentos remanescentes.

Durante este processo, você pode ter sangramentos que podem ser mais fortes do que a sua menstruação regular. Isso é normal. Você deve ter em mãos uma boa quantidade de absorventes higiênicos mais grossos.

Sangramento e contrações uterinas (cólicas) podem começar rapidamente, como 30 minutos após o primeiro passo. Se o sangramento e as contrações não começarem em três horas, veja o Passo 2 (abaixo).

Apenas o sangramento não significa que o aborto ocorreu. Uma inspeção mais próxima do absorvente higiênico ou outro receptáculo pode revelar se a gravidez foi terminada. Isso será difícil de ser determinado nos estágios muito iniciais da gravidez, todavia, por causa do tecido embrionário ser indistinguível do material que se perde durante o sangramento menstrual. Por exemplo, seis semanas de gravidez (isto é, seis semanas desde o primeiro dia da última mentruação), o saco embrionário é apenas do de um pequeno grão de arroz. Na oitava semana é mais visível, como o tamanho de um caroço de feijão. Para finalizações de 10 a 12 semanas, o feto possui de 30 mm a 8 cm em comprimento (1+ a 3+ polegadas) e será mais visível quando tiver passado disso.

Se não estiver claro que a gravidez realmente foi terminada após três horas de uso da primeira dose – por exemplo, se o saco embrionário não estiver visível no absorvente higiênico, ou se a cólica continuar sem que haja uma diminuição – vá para o Passo 2.

Passo 2: Coloque mais quatro 200-mcg comprimidos debaixo da língua ou nas paredes das bochechas e mantenha eles lá por 20 a 30 minutos até que eles se dissolvam.

Passo 3: Se a gravidez não tiver sido terminada após três horas de uso da segunda leva de comprimidos e sangramento, tome mais quatro 200 mcg comprimidos de misoprostol.

A maioria das gravidezes de mais de 12 semanas de duração são terminadas dentro de horas da primeira administração de misoprostol. Geralmente, mais de três quartos das mulheres têm o aborto nas primeiras 24 horas, embora, por vezes, leve mais tempo.4 Se não tiver êxito, o processo inteiro deve ser repetido.

DIRETRIZES PARA GRAVIDEZES DE 13 A 20 SEMANAS:5

Apesar do misoprostol sozinho poder ser também utilizado para abortos no segundo trimestre, as chances de sérias complicações como ruptura uterina ou hemorragia aumentam conforme a gravidez avança. O pronto acesso a serviços de emergência numa instalação médica é essencial, e as mulheres não devem tentar o aborto sozinhas, elas devem inclusive estar preparadas para a passagem do feto e da placenta neste estágio gestacional.

Passo 1: Insira apenas dois (não quatro) 200-mcg comprimidos debaixo da língua ou nas paredes das bochechas. A finalização de gravidezes no Segundo trimestre requer doses mais baixas de misoprostol pois o útero está neste momento, mais sensível à droga. Doses maiores neste estágio de gravidez são perigosas. Espere três horas antes de tomar outra dose.

Repita Doses: Insira mais dois comprimidos de 200-mcg debaixo da língua ou nas laterais das bochechas a cada três horas.

Quando o sangramento e as contrações começarem, é recomendado ir a um hospital e relatar que está tendo um abortamento espontâneo. O hospital deve providenciar um procedimento cirúrgico – aspiração manual ou D&C—para completar o processo se este não ocorrer naturalmente. Em países onde o aborto é altamente restrito pela lei, fique ciente que o pessoal do hospital pode ser requisitado a relatar todas as suspeitas de tentativas para as autoridades legais, e pode também relatar os abortos espontâneos como tais.

Para as mulheres que optarem continuar em casa, repitam as doses até que a finalização esteja completa. Cerca da metade das mulheres completa esse processo nas 24 horas, e a maioria das mulheres o completa em 48 horas.6

EFEITOS PRETENDIDOS E EFEITOS COLATERAIS DO MISOPROSTOL

Sangramento e contrações uterinas (cólicas) são os efeitos pretendidos do uso do misoprostol para induzir um aborto.1,4,5 As cólicas serão mais fortes do que no período menstrual comum e podem ser bem dolorosas. Anti-inflamatórios não esteróides para dor como iboprufeno podem ser tomados sem interferir no misoprostol. O sangramento será mais forte e mais prolongado do que durante o período normal: uma semana, na maioria dos casos, frequentemente continuando com uma perda de sangue pequena (spotting) até a menstruação recomeçar de quatro a seis semanas. Esses efeitos serão mais nítidos em gravidezes de mais longa duração.

Calafrios e febre são efeitos colaterais comuns, mas são transitórios. Febre alta é menos comum, mas pode ocorrer e normalmente desaparece em poucas horas, assim como náuseas, vômitos e diarréia.

Mulheres devem procurar cuidados médicos se experimentarem alguns dos seguintes efeitos colaterais após utilizar misoprostol:

  • Sangramento muito intenso (encharcando mais de dois absorventes higiênicos grossos e de tamanho grande a cada hora por mais de duas horas consecutivas).
  • Continuar a sangrar por vários dias, resultando em tonturas ou vertigens.
  • Sangramento que pára, mas após duas semanas ocorre início repentino de um sangramento extremamente forte, o qual pode demandar uma aspiração manual ou D&C.
  • Sangramento escasso ou ausência de sangramento nos primeiros sete dias após utilizar o misoprostol, o que sugere que não houve aborto algum e necessita que o uso de misoprostol seja repetido ou ainda que um procedimento cirúrgico seja feito.
  • Calafrios e febre que durem mais de 24 horas após o uso da última dose de misoprostol, sugerem que uma infecção pode estar presente e requer um tratamento com antibióticos.
  • Dores abdominais severas que durem mais de 24 horas após a última dose de misoprostol.

Mulheres não devem utilizar misoprostol se elas sabem que têm alergia ao misoprostol.

ONDE COMPRAR MISOPROSTOL

Em muitos países, misoprostol pode ser adquirido em farmácias como Cytotec ou ter outro nome comercial de um medicamento anti-úlcera. Algumas farmácias podem pedir uma prescrição médica para esta compra. Comprar as chamadas “drogas abortivas” no Mercado negro ou de fontes desconhecidas na internet não é recomendável. As mulheres podem adquirir também a combinação de mifepristone-misoprostol online do sítio Women on Web na Holanda (http://www.womenonweb.org) com a doação 70-90 Euros (exceções são feitas em casos difíceis). Este preço pode ser mais alto do que comprimidos de misoprostol adquiridos localmente, mas as drogas são de qualidade conhecida, e a combinação deste regime é significativamente mais eficaz do que o uso do misoprostol sozinho. Women Help Women (https://womenhelp.org) e safe2Choose (https://safe2choose.org) também fornecem acesso seguro a medicamentos abortivos.

Para maiores informações sobre aborto medicamentoso, consulte esses websites:

REFERENCES

  1. Gynuity Health Projects. 2009. “Providing Medical Abortion in Low-Resource Settings: An Introductory Guidebook.” Second Edition. New York: Gynuity. http://gynuity.org/resources/info/medical-abortion-guidebook/
  2. A. Faúndes et al. 2007. “Misoprostol for the termination of pregnancy up to 12 completed weeks of pregnancy.” International Journal of Gynecology & Obstetrics 99 (Supplement 2): S172-S177. http://www.misoprostol.org/downloads/misoprostol-journals/IJGO_1triabn_Faundes.pdf
  3. Maria M. Fernandez et al. 2009. “Assessing the global availability of misoprostol.” International Journal of Gynecology and Obstetrics 105:180-186. https://www.researchgate.net/publication/24200771_Assessing_the_global_availability_of_misoprostol
  4. World Health Organization. 2012. “Safe Abortion: Technical and Policy Guidance for Health Systems.” Second Edition. Geneva: WHO. http://apps.who.int/iris/bitstream/10665/70914/1/9789241548434_eng.pdf?ua=1
  5. P. C. Ho et al. 2007. “Misoprostol for the termination of pregnancy with a live fetus at 13 to 26 weeks.” International Journal of Gynecology & Obstetrics 99 (Supplement 2):S178-S181.
  6. R. Dabash et al. 2015. “A double-blind randomized controlled trial of mifepristone or placebo before buccal misoprostol for abortion at 14–21 weeks of pregnancy” International Journal of Gynecology & Obstetrics 130: 40-44.