Your web browser is out of date. Please upgrade it for a better experience viewing this website.

Quênia Lopes de Moraes

Written By: Quênia Lopes
March 25, 2010

 

Investiria em uma proposta mais concreta com espaço e autômia total para realizar com as jovens, oficinas e encontros com organizações e possíveis parcerias. Podendo assim aprimorar e diversificar conhecimentos; pois vejo o quanto é fantástico a possibilidade de absorver e dividir saberes. Com o meu trabalho de trançadeira junto à jovens negras, observo que ainda hoje é muito difícil trabalhar sobre a questão de identidade e geração de renda para as mesmas, uma vez que ainda nos encontramos a margem da sociedade por conta do preconceito e discriminação de gênero e de raça/etnia. Percebo o quanto é importante criar com essas jovens estratégias para furar esse bloqueio que nos é imposto.

Para que se de um desenvolvimento social de igualdade será necessário cada vez mais desenvolver um trabalho de base com as/os jovens buscando desenvolver nestes o sentimento de pertencer a um dos grupos étnico/racial construtor do nosso país, portanto, herdeiros de saberes milenares, cultura riquíssima, religião inclusiva, pertencimento e conhecimento, que dará a essas/esses jovens possibilidades de competir de forma mais igualitária com aqueles e aquelas que sempre se orgulharam de sua origem/descendência Européia.

Atualmente desenvolvendo oficinas de sencibilização sobre nossa atual realidade.

Desenvolvo esse ofício principalmente com jovens negras, por entender que com o domínio dessa realidade excludente, um número maior de jovens mulheres poderá vir a se transformar em pessoas mais criticas e exigentes.
Essa transformação individual e de grupo, fará com que elas se transformem em agente potenciais das mudanças que deverão ocorrer nas comunidade onde vive e/ou nos diferentes espaços de decisão, pois estarão capacitadas a cobrar dos ocupantes desses espaços condições de vida mais dignas para todos e todas.

One Response to "Quênia Lopes de Moraes"
  1. paulo says:

    i like the history

Leave a Reply